10 de abril de 2017

Passeio em família

Já à muito que queríamos passar o rio Minho com os príncipes de barco. Os mais novos nunca tinham passado no ferry e os mais velhos provavelmente já não se recordavam. Sábado foi o dia.
De manhã, depois de tudo dentro do carro (nem sempre é fácil despachar todos; há sempre amuos de última hora!), rumámos a Caminha, com o objetivo de passar de ferry para Espanha. Quando chegámos só haveria travessia daí a 2 horas. Aprovisionámos alguma coisa para comer e fizemos um piquenique rápido, bem perto da zona de embarque. Os príncipes mais novos estavam eufóricos, mas ao mesmo tempo receosos. Um barco que leva pessoas e carros!?!



Entrámos no barco de carro. Que entusiasmo! Depois levámos os príncipes para a zona de passageiros para aproveitarmos ao máximo a viagem. Aos pequenos soube-lhes a pouco, queriam passear mais de barco.



Em Espanha, pretendíamos ir ao Monte de Santa Tecla, em La Guardia. O Afonso ficou todo feliz de ver um castro. Já tinha pedido ao pai para visitar um castro e ali estava um bem grande e bem preservado.







O dia estava lindo, mas enquanto estávamos no Monte de Santa Tecla, vindo rapidamente do mar, chegou um nevoeiro intenso, que fez com que parecesse que estivéssemos a viajar de avião. Estávamos literalmente sobre as nuvens. A imagem sobre o mar deu lugar a uma bela visão sobre nuvens. Ainda se conseguia ver Caminha, mas La Guardia desapareceu.












Depois do Monte se Santa Tecla, pensámos ir a Baiona, mas como o objetivo era passar no outlet de Tui, e já não era cedo, decidimos seguir pela estrada paralela ao rio Minho, na direção de Tui. Alguns quilómetros depois da La Guardia vimos um parque infantil bem engraçado perto da estrada. Passámos, mas alguns metros depois decidimos voltar atrás e deixar os príncipes mais novos usufruir daquele espaço.
Nunca vi nenhum parque infantil assim em Portugal. Digamos que no mesmo espaço há 3 parques infantis, um com um mega espaço, com mega-escorrega. Além de parques infantis (3), tem uma pista para bicicletas, patins e afins, um campo de jogar futebol, um de basquetebol e ténis. Quem me dera que estivesse aqui mais próximo! Bancos por todo o lado, relva, um slide infantil. Mas que belo parque.







Os mais velhos também aproveitaram a paragem e foram jogar futebol com o pai. Juntaram-se a uns miúdos espanhóis e ali se passou um tempo fantástico. Os mais pequenos nos parques infantis, os maiores a jogar à bola. Claro, que o Mini também quis dar uns chutos, aproveitou o espaço junto do campo, em cima da relva, para o fazer. O Afonso também queria, mas acabou por amuar, visto que não lhe pediram "por favor" para jogar com os mais velhos.



Mas que dia este. Tão simples e tão fantástico.


Sem comentários:

Enviar um comentário