7 de março de 2017

Leve... tão leve!

Estaciono o carro dirijo-me ao trabalho, sem antes parar, olhar para as mãos, tornar a olhar... Falta algo, eu sei que falta! Só levo a mala ou carteira, como quiserem! Sinto-me leve... Parece que me falta algo, mas na realidade não falta. Meia-hora antes eram casacos, mochilas, lancheiras e, por vezes, ainda puxar dois pequenos, que na sua calma, se dirigem para a escola. Por isso, só com a mala sinto-me leve...

2 comentários: