12 de junho de 2015

Custa deixá-los

 
Nem sempre é fácil deixá-los e vir trabalhar.
Hoje, de manhã, custou-me deixar o Afonso na escola, vê-lo ali sentado, preparado para a última festa da pré-primária, a olhar para mim e a dizer adeus. Deixou-me um pouco triste e com vontade de o abraçar.

Sem comentários:

Enviar um comentário